Tag Archives: Resultados

Back to back: Pedro Silva renova o título no Oscar Challenge 2016

Nate D. Sanders Auctions Collection Of Academy Award Oscar Statuettes Set To Be Auctioned

Sempre que acharem que nada de bom vem por prestar atenção às curtas-metragens nomeadas aos Óscares, pensem no que aconteceu este ano e reconsiderem a vossa filosofia de vida. Com uma prestação impressionante nas categorias “menores”, acertando 2 em 3 nas curtas-metragens, Pedro Silva voltou a sair vencedor no Oscar Challenge do “Na Rota dos Óscares”, com 134 pontos em 170 possíveis.

A estratégia vencedora de Pedro Silva começou no topo, no entanto, dado que foi o único no top 5 deste ano a acertar na grande surpresa da noite oscariana – a vitória de “Spotlight” como Melhor Filme. O campeão acertou em 7 das 8 categorias principais, o que lhe deu uma excelente vantagem, espalhando-se depois em algumas das categorias intermédias. No entanto, a sua pontaria nas curtas deu-lhe a vitória. Para exemplificar, se as pontuações das curtas fossem retiradas da equação, Pedro Silva teria ficado em 4º lugar. Se, se, se.

Já Inês Moreira Santos, vencedora na edição inaugural do Oscar Challenge esteve muito perto de renovar o seu título, mas a decisão de escolher duas opções nas categorias de Documentário e Mistura de Som acabou por se revelar fatal. Os cinco pontos que “perdeu” nessas categorias, acabaram por ditar que ficasse “apenas” em 2º lugar, a um mero ponto do vencedor, com 133. O pódio é completado por Bernardo Fernandes e Carla Anes, que terão de partilhar o 3º lugar com 132 pontos cada, dado que apresentaram boletins quase exatamente iguais – até as curtas escolhidas foram as mesmas. Só diferiram no Óscar de Efeitos Visuais, com Bernardo Fernandes a escolher “Star Wars: The Force Awakens” e Carla Anes a ir para “Mad Max: Fury Road”. Com a vitória de “Ex Machina” nesta categoria, ambos erraram e ficou ditado o empate.

Em termos de estatísticas gerais, a incerteza que marcou este ano refletiu-se levemente nas pontuações gerais. Apesar de este ano o total possível ter subido de 168 para 170 pontos, a média geral manteve-se nos 95 pontos, registando-se no entanto uma quebra nas categorias acertadas por cada concorrente – descendo de 13 em 2015, para 12 este ano. Já na “guerra dos sexos”, os homens saíram este ano por cima. Apesar do top 5 contar com 3 mulheres para 2 homens, as médias gerais favoreceram os rapazes, com médias gerais de 97 pontos e 13 categorias acertadas – para apenas 91 pontos e 11 categorias no lado das mulheres.

Por fim, uma nota curiosa. Todos os anos há categorias marcadas pela incerteza mas raramente isso acontece no Melhor Filme. No entanto, este ano, apenas 9 dos 38 concorrentes previram a vitória de “Spotlight” no passado domingo. Em contraste, nem um dos participantes falhou na escolha de Leonardo DiCaprio como vencedor do Óscar de Melhor Ator Principal. Nem um urso com problemas de temperamento iria impedir DiCaprio de cumprir o seu destino.

 

Sem mais demoras, a lista completa deste Oscar Challenge 2016:

 

Oscar Challenge 2016

Rank Nome Pontos Categorias

Principais

1

Pedro Silva 134 17 7
2 Inês Moreira Santos 133 19

6

3a

Bernardo Fernandes 132 17 6
3b Carla Anes 132 17

6

5

Ana Figueiras 130 17 6
6 Pedro Quedas 128 16

6

7

Rebeca Venâncio 126 15 7
8 Guilherme Fonseca 126 16

6

9

André Simões 124 16 6
10 Tiago Gomes 122 15

6

11

Filipa Machado 118 14 6
12 Nuno Aguiar 114 15

5

13

Débora Cambé 112 16 4
14 José Mendes 108 14

5

15

Jaime Costa 106 13 5
16 Francisco Reis 100 13

5

17

Sérgio Marçal 96 13 4
18 Vera Monteiro 94 11

6

19

Tânia Espinheira 94 12 5
20 Zé Nuno Batista 92 11

5

21

Catarina Ribeiro 92 10 5
22 Isabel Pereira 90 12

4

23a

Carolina Vaz 88 10 5
23b Ricardo Marques 88 10

5

25

Fátima Casanova 84 11 3
26 Tatiana Albino 82 9

5

27

Marta Pessoa 82 12 3
28 Emanuel Serôdio 78 9

4

29

Nélia Silva 76 9 4
30 Sara Martins 74 9

4

31

Gonçalo Marcos 72 10 3
32 Ana Teresa 70 7

5

33

Pedro Neves 70 11 2
34 Laura Novo 65 9

3

35

Paulo Pereira 64 7 4
36 João Miranda 64 8

3

37

Pedro Duarte 62 8 3
38 Rui Costa 60 13

5

39

Manuela Simões 56 6 4
40 Ana Coelho 24 2

2

 

Pedro Quedas

 

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Em Análise

Oscar Challenge 2013: Os grandes vencedores

Image

Contadas as categorias, somados os pontos e avaliados todos os parâmetros possíveis, o “Na Rota dos Óscares” já pode anunciar quem venceu o seu primeiro Oscar Challenge. Com 20 categorias correctas das 24 e um total de 130 pontos (em 166 possíveis), a grande vencedora é Inês Moreira Santos (que só por acaso até tem um blog de cinema que aconselho todos a visitarem).

Para além de acertar na grande maioria das categorias principais (só falhou no Actor Secundário e no Realizador), Inês Moreira Santos conquistou o prémio acima de tudo pela sua mira certeira em praticamente todas as categorias técnicas. O “Na Rota dos Óscares” estende-lhe os parabéns.

(Nota: os Óscares deste ano foram marcados por uma ocorrência rara – um empate, na categoria de Montagem de Som. Para efeitos do concurso, foi dada a pontuação completa a qualquer uma das duas respostas possíveis)

 

Classificação

1 – Inês Moreira Santos: 130 (20/24)

2 – Pedro Quedas: 124 (18/24)

3 – André Simões: 116 (18/24)

4 – Ana Figueiras: 110 (17/24)

5 – Paulo Correia: 108 (16/24)

6 – Pedro Silva: 104 (15/24)

7 – Maria Raposo: 102 (15/24)

8 – João Vieira: 100 (13/24)

9 – Marisa Figueiredo: 96 (15/24)

10 – Rebeca Venâncio: 94 (14/24)

11 – Nélia Silva: 80 (11/24)

12 – João Pedro Lobato: 78 (11/24) (4 Principais)

13 – Vera Monteiro: 78 (9/24) (4 Principais)

14 – Carlos Duarte: 74 (10/24)

15 – Rita Dantas: 70 (10/24)

16 – Pedro Xavier: 60 (9/24)

 

Factos e Curiosidades:

  • As duas categorias mais acertadas no concurso foram a vitória de Daniel Day-Lewis para Melhor Actor Principal e de “Amour” como Melhor Filme Estrangeiro. Todos os participantes acertaram nestas duas categorias.
  • As duas categorias que mais surpreenderam os concorrentes do Oscar Challenge 2013 foram Realizador e Direcção Artística. A inesperada vitória de Ang Lee só foi prevista por Vera Monteiro, enquanto que Pedro Silva foi o único a acertar que “Lincoln” iria sair vencedor na categoria de Direcção Artística.
  • A prestação dos concorrentes foi, de um modo geral, bastante positiva, com uma média geral de 14 categorias certas em 24. A pontuação média foi de 95 (em 166 possíveis).
  • Sendo que o concurso contou com um número igual de homens e mulheres, também é possível fazermos uma pequena “guerra dos sexos” interna. Nesta competição especial, o equilíbrio foi a norma, com a soma dos pontos dos homens a totalizar 764 pontos (em 1328 possíveis), para 760 das mulheres. Já as mulheres saíram no topo no número de categorias acertadas, com uma soma total de 111 (em 192 possíveis), para 108 dos homens.

Pedro Quedas

2 comentários

Filed under Em Análise